Fale conosco:

(47) 3027-1183

Blog

Leilão da Tecnofibras será no dia 11 de março

Leilão da Tecnofibras será no dia 11 de março

A única Empresa do Grupo Busscar que se mantém ativa, tem sua continuidade comprometida, por arcar com o ônus de sustentar as despesas da massa falida

A segunda tentativa de venda da Tecnofibras, através de leilão, será por lances orais no dia 11 de março, às 14 horas no Salão do Júri do Fórum da Comarca de Joinville, Avenida Hermann Augusto Lepper, 980, Saguaçú.

Conforme edital, considerando que não houveram interessados no leilão anterior, realizado em 26 de Novembro de 2014, com a tentativa de venda dos bens em blocos pela modalidade pregão, busca-se atrair um número significante de licitantes e quem sabe aumentar o valor de venda.

Os ativos da Tecnofibras, contemplando os bens móveis e imóveis, foram avaliados em R$73.744.144,50 (setenta e três milhões, setecentos e quarenta e quatro mil, cento e quarenta e quatro reais e cinquenta centavo).

Desta vez, através da modalidade por lances orais, foram ofertadas condições melhores de entrada e parcelamento com o intuito de atrair interessados. Caso não haja interessados, haverá um novo leilão no mesmo dia e local a partir das 14h30, com lances livres. Serão vedados lances que ofertem preço vil (abaixo do mercado) – condição que será julgada no ato.

Quanto ao critério de oferta e julgamento dos lances, o edital prevê que o ofertante anuncie o valor do lance (respeitando o mínimo de 60% da avaliação no 1º leilão), valor da entrada (respeitando o mínimo de 20% para ofertas no 1º leilão, e de 30% para ofertas no 2º leilão, além da quantidade de parcelas que pretende pagar (respeitando o máximo de 48 parcelas para arrematação no 1º leilão, e de 36 parcelas para arrematação do 2º leilão). As propostas serão apresentadas através de um placar, para que interessado visualize a sua colocação.

No leilão anterior, todos os bens da Busscar foram colocados à venda, mas apenas a Participação Acionária da Massa falida da Busscar Ônibus S/A junto à empresa da Colômbia e os Bens da Massa Falida da Climabuss Ltda, foram vendidos, totalizando cerca de 6 milhões. O valor está em uma conta judicial e será somado com o que for arrecadado nos próximos leilões. A dívida trabalhista do Grupo Busscar é de aproximadamente R$200 milhões.

A expectativa é que a Tecnofibras seja vendida na próxima quarta-feira (11/03), e que os outros bens do grupo sejam leiloados o quanto antes, pois as dívidas aumentam a cada dia, assim como a incerteza dos trabalhadores, que contam os dias para receber seus direitos.

Compartilhar

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito + dezenove =