Fale conosco:

(47) 3027-1183

Blog

Leilão: Tecnofibras não foi vendida

Leilão: Tecnofibras não foi vendida

A Tecnofibras, única empresa ativa do grupo Busscar com cerca de 350 funcionários, tem sua continuidade comprometida por arcar com o ônus de sustentar as despesas da massa falida

A cada dia que passa, a esperança dos ex-trabalhadores da Busscar em receber seus direitos, diminui. E na tarde desta quarta-feira, (11/03) não foi diferente. A segunda tentativa de venda da Tecnofibras, através de leilão, foi um fracasso. Avaliada em 73 milhões, a maior oferta foi de 10 milhões.

O sentimento de revolta do trabalhador Daniel, é o sentimento de toda uma classe, que dedicou parte da vida à empresa. E ao ouvir as propostas com valores tão abaixo do valor avaliado, a indignação aumentava. O soldador que trabalhou durante 23 anos na Busscar, se pronunciou algumas vezes durante o leilão, e representou cada trabalhador, mostrando o desânimo e a desesperança de poder receber.

Como não houveram interessados no primeiro leilão com início às 14 horas, um segundo leilão foi aberto, conforme previsto no edital. A primeira proposta foi de 8 milhões, e a maior, foi de 10 milhões e cinquenta mil. Um dos ofertantes solicitou que seja feita uma nova avaliação. Segundo ele, a Tecnofibras não vale mais 73 milhões.

Após o encerramento do leilão, o Juiz, Luís Felipe Canever informou que os valores ofertados são muito abaixo do preço vil e rejeitou a venda por 10 milhões, que representa 13% do valor avaliado. O juiz adiantou que não há previsão de um novo leilão da Tecnofibras e que pensará em outras formas de alienação.

Compartilhar

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco + vinte =