Fale conosco:

(47) 3027-1183

Blog

No dia mundial da saúde, Sindicatos fazem protesto em defesa da saúde do trabalhador

No dia mundial da saúde, Sindicatos fazem protesto em defesa da saúde do trabalhador

Na última terça-feira, 07 de abril, dia mundial da saúde, representantes Sindicais do Norte do Estado, se reuniram na praça da bandeira, em Joinville, para protestar em defesa da saúde do trabalhador.

Uma das reivindicações, é que sejam tomadas providências urgentes, na contratação de peritos e outros profissionais, em quantidade mínima, para pôr fim a esta longa espera, que ultrapassa 100 dias.  Durante esse tempo, o trabalhador acaba ficando sem salário e sem receber o benefício da Previdência.

Durante o ato, representantes sindicais entregaram um ofício na agência do INSS de Joinville e também na Câmara de Vereadores. Os próprios funcionários do INSS de Joinville, reconhecem a necessidade de aumento de efetivo.

Lorival Pisetta entrega o ofício para a gerente executiva em Joinville, Kathia Maria Moreira Braga

De acordo com o presidente do Sindicato da Saúde, Lorival Pisetta, essa ausência de efetivos necessários, nas duas agências da cidade, já forma uma fila de espera de 10 mil pessoas. “No estado, a média de espera é de 32 dias, bem abaixo do tempo da maior cidade do estado, com mais de 100 dias”. Muitas pessoas, diante da urgência da realização dessas perícias, acabam agendando em outras regiões do estado.

E como o ato foi em defesa da saúde e da vida do trabalhador, não poderia deixar de protestar contra o projeto de lei 4.330, aprovado na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, (08/04), que amplia a terceirização e abre caminho para a precarização das relações trabalhistas. A aprovação do projeto, que na próxima semana receberá emendas na Câmara e passará em seguida ao Senado, significará uma derrota histórica para os trabalhadores do país.

 Sindicalistas seguem em direção à Câmara de Vereadores

Compartilhar

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

catorze + 1 =